274

ProMenteSã Programa de intervenção formativa para promoção da saúde mental turma Turma 1

Apresentação

As perturbações mentais na infância apresentam elevadas prevalências, com consequências no desenvolvimento social, intelectual, físico e emocional das crianças, jovens, adultos e comunidade geral. Neste sentido, a escola representa um importante setting para a promoção da saúde mental da comunidade escolar; para melhorar a literacia em saúde e para capacitar a comunidade escolar na identificação e encaminhamento das crianças e adolescentes com problemas de saúde mental. Assim, o programa de intervenção formativa ProMenteSã visa delinear um conjunto de ações com vista a empoderar os professores na promoção da saúde mental em meio escolar e consequentemente minorar a vulnerabilidade em saúde mental das crianças e adolescentes.

Destinatários

Professores dos 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico. Para efeitos de aplicação do artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação não releva para efeitos de progressão em carreira.

Objetivos

OBJETIVOS GERAIS: 1. Promover a literacia em saúde da comunidade educativa. 2. Promover a saúde mental como forma de desenvolvimento social, intelectual e emocional. 3. Promover a saúde em meio escolar de modo a contribuir para a melhoria dos determinantes em saúde, prevenção dos consumos, educação para a sexualidade, alimentação saudável, educação do sono, o combate à violência, entre outras necessidades identificadas através do diagnóstico de situação.

Conteúdos

1. Consumos e dependências – Novos comportamentos aditivos: internet, novas tecnologias - (5 horas) - Conceitos de dependências e toxicodependências - Os jovens e o consumo (recreativo) de drogas - Novas adições - Prevenção, tratamento e reabilitação. 2. Perturbações do comportamento alimentar: Alteração da imagem corporal, anorexia e bulimia nervosa, obesidade - (4 horas) - Breve enquadramento e características das Perturbações do comportamento alimentar (PCA) - Sinais e sintomas associados às PCA - Fatores de risco associados às PCA - Programas de Prevenção das PCA 3. Sono - (3 horas) - Como funciona o sono. - Importância/benefícios do sono e do repouso no dia-a-dia. - Efeitos da privação do sono a nível individual, familiar e na sociedade. - Combater a indisciplina, distração, mau humor em contexto escolar promovendo a educação do sono. - A higiene do sono. 4. Perturbações do neurodesenvolvimento: Comportamentos internalizantes e externalizantes – (6 horas) - Clarificação de alguns conceitos: - Ansiedade, stress, depressão, comportamentos suicidários …. - Prevenção - Referenciação - Diagnóstico e intervenção 5. Relações interpessoais: vivência saudável e responsável da sexualidade, violência no namoro, violência escolar, violência doméstica, abuso/negligência/maus tratos, bulliyng e ciberbulliyng - (5 horas) - As emoções, as relações interpessoais e a comunicação; -Características de relações saudáveis e de relações tóxicas; -Conflitos e Formas de violência. 6. Apresentação e avaliação (2 horas) - Apresentar os objetivos e conteúdos do programa de formação (início da formação) - Refletir sobre a importância da formação numa dinâmica de grupo (após a formação). - Aplicar questionário de avaliação da formação (após cada sessão e no final do curso)

Metodologias

Pretende-se que as sessões sejam eminentemente práticas no sentido do desenvolvimento e treino de competências dos docentes para sinalização e encaminhamento adequado das várias problemáticas. 1.Exposição oral dos temas com ajuda de meios audio-visuais 2.Trabalhos de grupo de análise de casos, com o objectivo de sensibilizar e produzir conhecimento; 3. Psicodrama, com o objectivo de fazer intuir situações reais; 4.”Brainstorming” para produção de novas ideias; 5 -Estudo de casos.

Avaliação

Os formandos serão avaliados com uma avaliação quantitativa com referencial de escala de avaliação previsto no 2 do artigo 46.º do Estatuto da Carreira Docente aprovado pelo Decreto-Lei n.º 15/2007, de 19 de Janeiro: Excelente – de 9 a 10 valores; Muito Bom – de 8 a 8, 9 valores; Bom – de 6, 5 a 7, 9 valores; Regular – de 5 a 6, 4 valores; Insuficiente – de 1 a 4, 9 valores.

Bibliografia

Pereira, F., & Cunha, P. (coords.). (2016). Referencial de educação para a saúde. Lisboa: Ministério da Educação, Direção-Geral da Educação, Direção-Geral da Saúde. Acedido em http://dge.mec.pt/noticias/educacao-saude/referencial-de-educacao-para-saudePortugal, Ministério da Saúde, Direção-Geral da Saúde. (2016). Manual para a promoção de competências socioemocionais em meio escolar. Lisboa: DGS. Acedido em http://spo-franciscofranco.blogspot.pt/2016/09/manual-para-a-promocao-de-competencias.htmlPortugal, Ministério da Saúde, Direção-Geral da Saúde. (2017). Programa nacional para a saúde mental 2017. Lisboa: DGS. Acedido em https://www.dgs.pt/em-destaque/relatorio-do-programa-nacional-para-a-saude-mental-2017.aspxPortugal, Ministério da Saúde, Direção-Geral da Saúde. (2017). Programa nacional para a saúde mental: Orientações programáticas. Lisboa: DGS. Acedido em https://www.dgs.pt/em-destaque/programas-de-saude-prioritarios-orientacoes-programaticas.aspxWorld Health Organization, Regional Office for Europe. The European mental health action plan 2013/2020 [Internet]. Genève: WHO; 2015.

Observações

Critérios de seleção: 1 - Docentes das escolas associadas do Visprof; 2 - Docentes de outras escolas; Em cada critério, por ordem de inscrição.

Formador

Luís Miguel Pereira Condeço

Maria Odete Pereira Amaral

Sónia Patricia Teixeira da Silva Alves

Amadeu Matos Gonçalves

Sofia Margarida Guedes de Campos

Início: 19-02-2024
Fim: 05-03-2024
Acreditação: CCPFC/ACC-122486/24
Modalidade: Curso
Pessoal: Docente
Regime: Presencial
Duração: 25 h
Local: Escola Superior de Saúde